O primeiro setênio – dos 0 ao 7


O ser humano vem de um ambiente intra-uterino completamente diferente do terrestre, e quando nasce, passa por um período muito intenso de aprendizagem e desenvolvimento, necessário para sua adaptação na Terra. A organização física do bebê está incompleta, pois ele nasce com o corpo e os sentidos a serem desenvolvidos. Só aos poucos vai se habilitando para as percepções e atividades que diferenciam os seres humanos. A seguir, abordaremos as principais características e necessidades do primeiro setênio (sete anos). Essas noções serão complementadas por outros artigos. O bebê é arredondado, tem bastante água em sua constituição. Essa tendência aos poucos, com o crescimento, vai se modificando. Ficam bastante evidentes estas modificações, quando a criança vai se aproximando dos seis anos, pois os ossos da face começam a crescer para dar espaço para os primeiros molares permanentes.

Mas essa etapa muitas vezes passa desapercebida, e somente aos 7 anos as mudanças das formas arredondadas da criança ficam mais claras, através de uma definição maior não só da fisionomia, mais da percepção do ambiente familiar e do mundo. Outra relação que chama a atenção no bebê é a proporção cabeça-corpo, que aos poucos também vai se modificando. Importante nesta fase é aprendermos sobre as etapas e evolução da percepção infantil.

Características da fase do primeiro setênio

A criança encontra-se aberta às percepções do ambiente, e capta indistintamente suas qualidades positivas e negativas;O meio criado no lar e pelos educadores é determinante na construção da percepção do mundo que a criança levará para toda sua vida. A receptividade, o acolhimento, a tranqüilidade com que é recebida, representam a calorosidade de que necessita para crescer com segurança para as próximas etapas. Aprende agora que o mundo é bom;Por se relacionar abertamente com o meio, aprende nesta etapa pela imitação e pelo exemplo;A criança começa a sustentar-se, fica ereta e aprende a andar. Aparecem os primeiros dentinhos;Na mesma época ou um pouco depois, começa a falar , atividade ligada à capacidade de controle da respiração e à imitação;Após aprender a andar, a criança aprende a pensar;As três aquisições são portanto características essencialmente humanas: andar, falar e pensar. Ao redor dos 3 anos a criança começa a separar-se do mundo externo, manifestando seus sentimentos e desejos por palavras.

Manifesta pela primeira vez a consciência do “EU”:

Há um grande capacidade de memória, pois a criança tem muita vitalidade.As crises nessa fase são as doenças febris, que representam possibilidades de desenvolvimento.Em boa parte das doenças febris da infância ocorre eliminação de proteína, que representa tentativas de eliminação do padrão herdado de proteína paterna e materna, e desenvolvimento de seu próprio padrão, de sua individualidade.O surgimento do 1º molar permanente ou a troca dos incisivos indica o término desta fase, ou seja, há uma indicação de que a atividade de formação dos dentes iniciou sua fase final e liberará parte das forças vitais, antes empregadas na construção do organismo, para a atividade do pensamento.Notar aqui as diferenças de posicionamento e percepção dessa criança. É uma fase que pode ser muitas vezes de crise, que deve ser solucionada encarando-se a totalidade de seus elementos.Os pais são, pelo exemplo, as figuras mais importantes do primeiro setênio, portanto a educação da criança (0-7 anos) se baseia na auto-educação dos pais. TAGGED UNDER:CRESCIMENTO, CRIANÇAS, EDUCAÇÃO, ODONTOPEDIATRIA, SETÊNIO

14 visualizações

Assine para receber atualizações post e novidades. 

  • Ícone do Instagram Cinza
  • Ícone do Facebook Cinza
  • Ícone do Pinterest Cinza
  • Ícone do Twitter Cinza
  • Ícone do Youtube Cinza

@ 2020 Constelandinho feito por Hope