Dragão apaziguado.


Conheci as constelações na Yoga, e senti que fazia muito sentido para mim. Depois que minha filha nasceu, tive certeza de que precisava fazer uma constelação, pois não desejava passar para ela certas atitudes e situações.


Eu tive uma gravidez turbulenta, e passei muitas questões com minha sogra, como minha mãe passou com a dela. Estava vivendo uma desmotivação muito grande, assim como minha mãe viveu.


Minha filha de dois anos, tinha o sono agitado, se assustava com facilidade, tinha medo de tudo e andava com dificuldade de relacionamento com a avó, não querendo vê-la.


Depois que constelei, foi como se eu tivesse passado por um terremoto interno. Moveu muita coisa, e no começo eu não entendia. Nos primeiros dias, senti raiva. Parecia que eu tinha que matar um assustador dragão, mas passei a sentir que precisava conviver com ele, que fazia parte, e percebi que, a partir de então, ele não me ameaçava como antes.


Aumentaram demais minha fé, segurança e muitas certezas. Minha filha, que parecia ter trauma das pessoas estranhas, hoje está mais tranquila e segura. Sinto que o melhor está por vir. Estou mais confiante, como se algo me dissesse: tudo tem solução, espera. Muito mais assentada.


Mesmo antes da constelação, depois de minha conversa com a Carmem para definir o tema a ser constelado, notei que minha filha já não fugia de todos. Antes, ela me puxava pela mão, e chorava, o que parou de acontecer. Isso foi bem nítido.


Ela é muito sensível, e a impressão que eu tinha, é que ela se manifestava como uma reação, para me proteger, para eliminar minhas dores. Ela é muito doce, mas nas crises, se transformava em uma criança nervosa e agitada.


As principais crises de minha filha, eram com a avó, e elas não se repetiram. Não teve crise de choro ou fugiu mais, está mais apaziguada.


Antes, tenho que admitir, que sentia uma raiva muito profunda de minha sogra, e agora não mais. Com meu marido também mudou. Ele está mais primoroso. Não que não fosse antes, mas sinto que eu é quem não dava espaço para ele ser ainda mais, para ele ser como ele é.


Senti que minha constelação foi, de começo ao fim, muito bem direcionada, pois trouxe símbolos, que para mim são o que há de mais significativo na vida. Era como se fosse para eu não ter dúvidas; a linguagem do campo era um presente que conversava comigo profundamente, sem chance a desvios.


Antes parecia que eu estava adormecida, e agora sinto uma sede de mudanças.


Minha nova versão.

65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo