Como lidar com os excluídos em um sistema familiar?


Como interferem pessoas com as quais não conseguimos nos relacionar, por qualquer motivo?


Segue texto de Bert Hellinger, em Um lugar para os excluídos.


“Em outras palavras, quando se excluía o perpetrador, a vítima também era excluída, porque o senhor pensava que ela não pertencia ao sistema familiar?


Procedi assim por algum tempo. Então percebi que não é assim.


Como reconheceu isso?


A primeira vez em que isso ficou claro para mim foi num curso em Berna. Um homem constelou sua família. Ao terminar, disse: “Devo acrescentar que sou judeu, mas ninguém de minha família foi assassinado, pois morávamos na Suíça.” Entretanto, sua mãe tinha se suicidado e também ele estava em risco de suicidar-se. Percebia-se que sua mãe e ele estavam em sua alma profundamente ligados às vítimas judias.


Então, coloquei simplesmente sete pessoas como representantes dos judeus assassinados e, atrás deles, a uns dois metros de distância, sete representantes de seus assassinos. Em seguida pedi aos representantes das vítimas que se virassem para os perpetradores, e não interferi mais. Surgiu então um movimento entre os perpetradores e as vítimas. Os perpetradores foram dominados por uma imensa dor. Quando as vítimas viram isso, es- tenderam-lhes as mãos e os abraçaram. Um dos perpetradores disse: “Aqui est| apenas um, mas existem centenas com quem ainda preciso defrontar-me”.


De repente, pudemos ver como os perpetradores e as vítimas estavam intimamente unidos, ligados por um profundo amor.


Como isso foi possível?


Perpetradores e vítimas puderam perceber que todos estavam entregues a um poder superior por trás deles. Um dos perpetradores disse: “Senti-me como um dedo numa poderosa mão, na mão de um poder ao qual estou totalmente entregue”. Essa foi a primeira experiência nesse sentido. A partir daí, não pude mais colocar-me contra os perpetradores, como se eles fossem diferentes, como se fossem monstros e como se não fossem também impelidos por um outro poder por trás deles. “Acolho em meu coração todos os excluídos”



Bert Hellinger, Um lugar para os excluídos.

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo